16.11.08


Quanto mais tento entender o que se passa na mente das pessoas, mas me atrapalho, mas me confundo.

A ponto de meus surtos não terem uma explicação plausível até mesmo para mim.

Tente ao menos manter a distância, estou proporcionando perigo agora, aliás, agora?

Ou desde sempre (nunca havia notado, eu acho).

Mas ao menos me deixe em silêncio, quieta, estagnada em meus próprios pensamentos.


Não tente me entender,

Nem me desvendar,

Nem ao menos tentar.


Preciso ao menos encontrar meu ar,

Voltar a respirar,

Sentir um terço de liberdade que já não mais sinto.


Minhas asas imaginárias já não me fazem sorrir mais,

Meus loucos e divertidos pensamentos já não me surpreendem como antes...


Preciso disso novamente,

Me sinto fechada neste meio que não sei qual é,

Não sei como funciona,

E não quero conhecer.


Preciso somente me libertar...

Um comentário:

nattiepallenberg disse...

É agradavél ser você mesma e dificil. É dificil ser verdadeira num mundo de hipocritas, isso dói pq sempre somos nós as acusadas de sermos erradas, só pq somos verdadeiras. Ninguem admite que ser humano erra, ninguem que ser humano tem vontades e desejos sombios que nem nós mesmos temos coragem de admiti-los. Mas nós temos e somos guerreiras por isso. Nós vivemos por amor e amor é isso. O universo tem limites? Cada de cada um não existe um universo? A natureza é sempre linda.. mas quando menos se espera vem um vendaval e acaba com tudo. Não fazemos parte da natureza? Também temos nossos dias que quando sopra um ventinho é vendaval e isso é normal.
A única regra é: "solte-se e você será mais do que jamais imaginou ser" (Janis Joplin).